terça-feira, 21 de dezembro de 2010

AQUÁTICA: ALFACE-D'ÁGUA

A ALFACE D'ÁGUA (PISTIA STATIOTES) É UMA PLANTA HERBÁCEA PERENE DE HÁBITO AQUÁTICO FLUTUANTE, FOLHAS EM ROSETA NA COR VERDE-CLARO, BORDAS ARREDONDADAS, COM RAÍZES NUMEROSAS QUE FICAM PENDENTES SOB A PLANTA. AS FLORES NÃO TEM CÁRATER ORNAMENTAL E PASSAM DESPERCEBIDAS.

AQUÁTICA: MINI-PAPIROS


NATURAL DA ÁFRICA DO SUL, O CYPERUS PAPYRUS NANUS É UMA PLANTA AQUÁTICA DE GRANDE VALOR ORNAMENTAL PELA FOLHAGEM DE ASPECTO DELICADO. SUAS FOLHAS SÃO CURTAS, LINEARES E VERDES-CLARAS. NASCEM À FORMA DE UM POMPOM NO ALTO DAS LONGAS HASTES DE ATÉ 60CM DE ALTURA. VÃO BEM EM VASOS SUBMERSOS OU PLANTADOS NAS BORDAS, A PLENO SOL OU MEIA-SOMBRA.

DESTAQUE CÁ: ESCULTURA À BEIRA-MAR, JERICOACOARA





NO CAMINHO DE JERI À LAGOA AZUL, UMA VISÃO SE IMPÕE NA PAISAGEM DE DUNAS À BEIRA-MAR: A ÁRVORE DE TRONCO RETORCIDO MOLDADO PELA FORÇA DOS VENTOS. IMPACTANTE!

TREPADEIRA: PRIMAVERA OU BUGANVÍLIA



A PRIMAVERA, TAMBÉM CONHECIDA COMO BUGANVÍLEA (BOUGAINVILLEA SP), TEM TRONCOS PROTEGIDOS POR ESPINHOS E FOLHAS VERDE-ESCURAS NO FORMATO DE CORAÇÃO. DE ORIGEM BRASILEIRA, TEM CRESCIMENTO RÁPIDO E É FAMOSA PELA VARIEDADE DE CORES: ROXO, VINHO, LARANJA,BRANCO E SALMÃO.

PROJETO: HALL COND. RESIDENCIAL




A REFORMA DO HALL DE ENTRADA DE COND. RESIDENCIAL SITUADO NO MEIRELES ALIOU BOM GOSTO E ECONOMIA NUM PACOTE DE INTERVENÇÕES QUE DEU UM UPGRADE NO ESPAÇO. OS VASOS COM PALMEIRAS ARECA-BAMBU, JÁ EXISTENTES, FORAM REPOSICIONADOS. JUNTO À NOVA JANELA, UM PAR DELES EMOLDURA A ABERTURA, COMPONDO COM AS JARDINEIRAS BAIXAS CONTENDO CLÚSIA -A IDÉIA É FORMAR UMA PEQUENA CERCA VERDE SOB A JANELA. O VOLUME REVESTIDO DE TIJOLOS CERÂMICOS GANHARÁ UM CONJUNTO DE ESTAR FORMADO POR BANCOS E SOFÁ DE MADEIRA RÚSTICA. JUNTO AO PAINEL DE MADEIRA RIPADA QUE DEFINE A NOVA ENTRADA, UM VASO COM PALMEIRA RÁPIS VALORIZA O CONJUNTO.

ARBUSTIVA: PODOCARPO


O PODOCARPO (PODOCARPUS MACROPHYLLUS), TAMBÉM CONHECIDO COMO PINHEIRO-BUDISTA, É UM ARBUSTO QUE PODE CHEGAR A 15M DE ALTURA. ORIGINÁRIO DA CHINA E DO JAPÃO, APRESENTA RAMAGEM MUITO ORNAMENTAL E INFLORESCÊNCIA DESCONHECIDA ENTRE NÓS. É COMUMENTE CULTIVADO EM GRUPOS, FORMANDO RENQUES AO LONGO DE MUROS E PAREDES A PLENO SOL OU A MEIA-SOMBRA. O SOLO DEVE SER FÉRTIL E ÚMIDO. PODE SER MULTIPLICADO POR MEIO DE ESTAQUIA.

PRANCHETA: SÍTIO EUSÉBIO




A ÁREA DE LAZER OCUPARÁ O ANTIGO CAMPO DE FUTEBOL, TENDO AO NORTE UM POMAR COM ÁRVORES DE PORTES MÉDIO E GRANDE.EMOLDURANDO O DECK DE PEDRA ARENITO EM TORNO DA PISCINA QUADRANGULAR COM PRAINHA INTEGRADA, GRAMNA ESMERALDA. GRAMADO ESSE QUE SERÁ PONTUADO, AQUI E ALI, POR RENQUES DE ESPÉCIES ARBUSTIVAS (MORÉIAS, PODOCARPOS, BUXINHOS, CLÚSIAS), CRIANDO VOLUMES DE VEGETAÇÃO. NOS CANTEIROS JUNTO AO PAVILHÃO DE LAZER, DESTAQUE PARA A ALPÍNIA COM SUAS BELAS FLORES VERMELHAS. INTERNAMENTE, NO PERGOLADO JUNTO À CHURRASQUEIRA, TANQUE COM ALFACES-D'ÁGUA E PAPIROS EM COMPOSIÇÃO COM SAMAMBAIAS E RIPSÁLIS, PENDENTES DA PAREDE DE PEDRA. COBRINDO O PERGOLADO PRINCIPAL, A TREPADEIRA ALAMANDA PLANTADA EM VASOS -ENQUANTO FLORES COMO MANACÁ-DE-CHEIRO E DAMA-DA-NOITE OCUPAM OS CANTEIROS LATERAIS, PERFUMANDO O AR... NO QUIOSQUE DO REDÁRIO, A TREPADEIRA SERÁ A PRIMAVERA . UMA ALAMEDA DE PALMEIRAS MARCARÁ O ACESSO À CASA, NA PARTE MAIS ELEVADA DO TERRENO.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

TÓXICA: ESPIRRADEIRA


ARBUSTO DE ATÉ 2M DE ALTURA, A ESPIRRADEIRA (NERIUM OLEANDER) É USADA NA COMPOSIÇÃO PAISAGÍSTICA PELA BELEZA DAS FOLHAS VERDE-ACIZENTADAS E DE SUAS FLORES NAS CORES ROSA, AMARELO, VERMELHO E BRANCO , QUE APARECEM NA PRIMAVERA E NO VERÃO. ACEITA PODAS PARA A FORMAÇÃO DE COPAS. TODA A PLANTA PODE CAUSAR DISTÚRBIOS CARDÍACOS E COMA.

TÓXICA: BICO-DE-PAPAGAIO



O BICO-DE-PAPAGAIO (EUPHORBIA PULCHERRIMA) É UM ARBUSTO DE ATÉ 3M DE ALTURA QUE PRODUZ FLORES BRANCAS E VERMELHAS QUE CONTRASTAM COM A FOLHAGEM VERDE-ESCURA. TODA A PLANTA É TÓXICA. A SEIVA LEITOSA IRRITA A PELE E A INGESTÃO PODE CAUSAR NÁUSEAS, VÔMITOS E DIARRÉIA. SUA BELEZA, CONTUDO, É INCONTESTE -COMO SE PERCEBE NO AMPLO CANTEIRO NA PRAÇA DA LIBERDADE, EM BH.

TÓXICA: ONZE-HORAS


COM FOLHAS SUCULENTAS E FLORES COLORIDAS NA PRIMAVERA, A ONZE-HORAS (PORTULACA GRANDIFLORA), É USADA COMO FORRAÇÃO OU PENDENTE EM VASOS. ATINGE ATÉ 20CM DE ALTURA. PARTES TÓXICAS: FOLHAS E FLORES - PODE MATAR POR ASFIXIA.

TÓXICA: COPO-DE-LEITE


O COPO-DE-LEITE (ZANTEDESCHIA AETHIOPICA SPRENG) PRODUZ FLORES BRANCAS QUASE O ANO TODO -SE CULTIVADA EM SOLO FÉRTIL, SOB SOL PLENO DURANTE METADE DO DIA. É UMA HERBÁCEA QUE PODE ATINGIR ATÉ 90CM DE ALTURA. A PLANTA TODA É TÓXICA: PODE CAUSAR INFLAMAÇÃO DA LÍNGUA E VÔMITOS.

TÓXICA: COMIGO-NINGUÉM-PODE


A COMIGO-NINGUÉM-PODE (DIEFFENBACHIA SSP) É UMA HERBÁCEA DE FOLHAGEM TROPICAL GRANDE E LARGA, COM MANCHAS BRANCAS E CAULE GROSSO. NATIVA DA AMAZÔNIA, SUA FOLHAGEM TEM FINALIDADE ORNAMENTAL POR TER FOLHAS VERDES SALPICADAS DE BRANCO. CULTIVADA EM ÁREAS SOMBREADAS, EM CANTEIROS OU VASOS. PARTES TÓXICAS: FOLHAS, CAULE E LÁTEX, QUE CAUSAM INFLAMAÇÃO DA LÍNGUA, VÔMITO, DIARRÉIA E ASFIXIA.

ARBUSTIVA: MORÉIA


A APARÊNCIA DELICADA NÃO FAZ JUS À RESISTÊNCIA DA MORÉIA (DIETES BICOLOR), QUE TOLERA BEM O INVERNO. SUAS FLORES DE AMARELO ESMAECIDO, COM MANCHAS ALARANJADAS E MARROM-ESCURAS, SÃO FORMADAS VÁRIAS VEZES AO ANO. POSSUI FOLHAGEM ERETA E PLANA E PODE CHEGAR A 70CM DE ALTURA. CULTIVADA EM CANTEIROS, COMO BORDADURA OU EM GRANDES MACIÇOS ISOLADOS. HÁ TAMBÉM A MORÉIA COM FLORES BRANCAS (DIETES INDIÓIDES)

TOPIARIA: BUXINHO



BUXINHO (BUXUS SEMPERVIRENS)-ESPÉCIE RESISTENTE À EXPOSIÇÃO INTENSA AO SOL E DE FÁCIL MANUTENÇÃO, SEU CULTIVO PEDE UM SOLO RICO EM MATÉRIA ORGÂNICA E REGAS DIA SIM, DIA NÃO, AO CAIR DA NOITE. DEVE-SE FICAR ATENTO A BICHINHOS QUE SE ESCONDEM NAS FOLHAS ENRUGADAS OU AINDA FECHADAS, QUE DEVEM SER RETIRADOS COM DEFENSIVOS APLICADOS PELO JARDINEIRO.
ARBUSTO DE FOLHAS PEQUENAS, FARTAS E BEM ADENSADAS, FORMA VOLUMES ESCULTURAIS COM PODAS ARTÍSTICAS - TOPIARIA. TAMBÉM É EXCELENTE PARA CERCAS-VIVAS, SEJA EMOLDURANDO CANTEIROS, SEJA FORMANDO BARREIRAS VISUAIS.

ESCULTÓRICA: KAIZUKA


ORIGINÁRIO DA CHINA E DO JAPÃO, A KAIZUKA (JUNIPERUS CHINENSIS) É UM ARBUSTO DE RAMIFICAÇÃO DENSA, HORIZONTAL E LONGA -PODE ATINGIR 3M DE ALTURA. DEVE SER CULTIVADO ISOLADAMENTE OU COM ESPAÇAMENTO LARGO, DEVIDO Á RAMAGEM LONGA.

FLORES: MANACÁ-DE-CHEIRO


UMA PARTICULARIDADE DO MANACÁ-DE-CHEIRO (BRUNFELSIA UNIFLORA), ARBUSTO NATIVO DO BRASIL, É A FLORAÇÃO BICOLOR. FORMADAS DURANTE A PRIMAVERA E O VERÃO, AS FLORES TÊM COR AZUL-VIOLETA AO ABRIR E, DEPOIS DE POLINIZADAS, FICAM BRANCAS. SEU PERFUME INTENSO COSTUMA ATRAIR SOBRETUDO INSETOS. APRECIA REGIÕES DE CLIMA AMENO, EM QUE FLORESCE MAIS INTENSAMENTE.

FLORES: DAMA-DA-NOITE


DAMA-DA-NOITE (CESTRUM NOCTURNUM) É UM ARBUSTO TROPICAL ORIGINÁRIO DAS ANTILHAS QUE PODE ATINGIR ATÉ 3M DE ALTURA. SUAS INFLORESCÊNCIAS NUMEROSAS TÊM FLORES PEQUENAS, EM TOM DE CREME, BASTANTE PERFUMADAS À NOITE. SÃO FORMADAS PRINCIPALMENTE NA PRIMAVERA E NO VERÃO. DICA: CULTIVE-O LONGE DE JANELAS DE QUARTOS. O CHEIRO FORTE EXALADO NA MADRUGADA PODE INCOMODAR PESSOAS SENSÍVEIS.

ARBUSTIVA: CLÚSIA


DE ORIGEM BRASILEIRA, A CLÚSIA (CLUSIA FLUMINENSIS) CRESCE BEM TANTO A PLENO SOL COMO À MEIA-SOMBRA. SUPORTA O CALOR SE REGADA REGULARMENTE E DEVE SER PODADA PARA MANTER O PORTE DESEJADO, MAS DE FORMA MODERADA. A CLÚSIA TEM FLORES BRANCAS, DELICADAS E DISCRETAS, MAS O QUE PREDOMINA É A FOLHAGEM VERDE, ABUDANTE E ENCORPADA.

FLORES TROPICAIS: ALPÍNIA


A ALPÍNIA (ALPÍNIA PURPURATA) TEM HASTES COM FOLHAS VERDE-ESCURAS QUE TRAZEM BRÁCTEAS DE COR VERMELHA OU ROSA E NUMEROSAS FLORES BRANCAS. ESPÉCIE DE FLORESCIMENTO RÁPIDO, PREFERE ÁREAS ENSOLARADAS- APESAR DE FLORESCER EM BOA PARTE DO ANO MESMO À MEIA-SOMBRA. PEDE SOLO UMEDECIDO E RICO EM MATÉRIA ORGÂNICA.
A PODA É EVENTUAL E BASTANTE SIMPLES:RETIRA-SE AS FOLHAS AMARELAS.

TREPADEIRA: ALAMANDA


SOL PLENO É O REQUISITO BÁSICO PARA QUE O CULTIVO DA ALAMANDA (ALLAMANDA CATHARTICA) SEJA VIÁVEL. PLANTA NATIVA, COMPLETAMENTE ADAPTADA AO NOSSO CLIMA, DISPENSA MAIORES CUIDADOS. AS FLORES AMARELAS FICAM ÓTICAS SE APOIADAS EM CARAMANCHÕES E PERGOLADOS -COMO CRESCE RAPIDAMENTE E FICA BEM PESADA, PRECISA DE UMA ESTRUTURA REFORÇADA DE SUPORTE. POR NÃO TER GAVINHAS ,PRECISA SER CONDUZIDA E AMARRADA. LOGO DEPOIS DA FLORAÇÃO, NOS MESES DE PRIMAVERA E VERÃO, UMA BOA PODA DÁ NOVA FORÇA À PLANTA, QUE FICA MAIS CHEIA A CADA FLORADA.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

DESTAQUE CÁ: PALMEIRAS FLORIDAS, RIO


ORIGINÁRIAS DO SUDESTE ASIÁTICO, AS IMPONENTES PALMEIRAS PALMA TALIPOT ESTAVAM ENTRE AS ESPÉCIES ESCOLHIDAS POR ROBERTO BURLE MARX PARA O ATERRO DO FLAMENGO -SEGURAMENTE UM DOS MAIS BELOS PARQUES URBANOS DO MUNDO. SOMENTE AGORA, CINQUENTA ANOS APÓS O PLANTIO, SE DEU A PRIMEIRA -E ÚLTIMA- FLORAÇÃO: UM ESPETÁCULO DA NATUREZA QUE O SAUDOSO PAISAGISTA NOS LEGOU...

domingo, 18 de julho de 2010

PROJETO: CASA PRAIA DO PRESÍDIO



O PROJETO PAISAGÍSTICO BUSCOU VALORIZAR A NOVA CONSTRUÇÃO, MANTENDO UMA UNIDADE COM O ENTORNO. CONTORNANDO A VARANDA, SOB O GRADIL DE FERRO BATIDO, O CANTEIRO DE ESTRELÍTZIA CONTRASTA COM O TOM CEREJA DA FACHADA. NOS JARDINS FRONTAL E LATERAL, O GRAMADO FOI RECUPERADO E PODOU-SE A CERCA VIVA DE MURTA (MURRAYA EXOTICA). CONTORNANDO OS TRONCOS DAS ÁRVORES EXISTENTES, CANTEIROS DE PINGO DE OURO COMPÕEM COM O VERDE MAIS ESCURO DA GRAMA E DAS TREPADEIRAS. AO FUNDO, UM TOQUE DE COR NA DRACENA VERMELHA DE FOLHAS LARGAS. PENDENDO SOBRE O CARAMANCHÃO, ALAMANDA AMARELA (ALLAMANDA CATHARTICA). AO LADO, SOB A SOMBRA DE UMA PORTENTOSA MANGUEIRA, CANTEIRO DE LÍRIOS-AMARELOS (HEMEROCALLIS FLAVI).